Implorando Existência

Não existe amor,
Apenas pedidos de socorro
Ame-me, eu imploro
Ame minha presença, eu suplico
Ame-me, para preencher minha falta de amor
Ame-me, para que minha existência importe
Ame-me, pois se me amares serei melhor que você
Que seja reciproco
Voluntario
E talvez são.

Não existe amor,
Apenas pedidos de socorro
Olhe para mim
Olhe para mim!
Eu olho nos teus olhos
Pois quem sabe, assim
Tu olhes para mim.

Não existe amor,
Apenas pedidos de socorro
Eu olho nos teus olhos
Para que reconheça minha existência
E tu, percebendo meus olhos nos teus
Também se reconheça
E não estejamos sós.

Não existe amor,
Apenas pedidos de socorro
De seres solitários
Com medo do escuro.

Damos as mãos de presente
E que no presente
Nada mais importe.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s